Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Escola Senador Pasqualini, de Porto Alegre, é a primeira escola socioeducativa do Brasil a receber laboratório de robótica

Publicação:

⠀

A Escola Senador Pasqualini, de Porto Alegre, que funciona integrada ao Centro de Atendimento Socioeducativo Padre Cacique (Case PC) da Fundação de Atendimento Sócio-Educativo do Rio Grande do Sul, é a primeira instituição socioeducativa do Brasil a ter um laboratório de robótica.

O laboratório de robótica começou a ser planejado no ano de 2021, por iniciativa do professor de matemática Tiago Sum de Leon, que por meio de um projeto apresentado ao Ministério Público do Trabalho, conseguiu a liberação de R$ 150 mil para a execução da sala de robótica, bem como a compra dos equipamentos e outras necessidades da escola.

A sala de robótica começou a ser pensada durante a pandemia e foi executada pela escola. Após a concretização do projeto, o professor iniciou a execução do seu projeto de pesquisa pela Universidade do Estado do Rio Grande do Sul (UFRGS), que aborda como desenvolver atividades de robótica educacional em um contexto de socioeducação.

O projeto inicia preceitos básicos de informática, programação e também funciona em parceria com o Laboratório de 3D, também viabilizado com a verba, e executado pelo professor Luís Carlos Ribeiro. No laboratório de 3D, os jovens conseguem produzir peças variadas, como suporte para controle remoto e rodas para os kits para robótica.

“A receptividade dos socioeducandos é sempre excelente. O aprendizado vai desde as funcionalidades básicas do computador, até programar os movimentos de um protótipo via programação baseada em linguagem c e c++”, cita o professor.

Os equipamentos utilizados na sala vão desde computadores, notebooks, projetores até impressoras 3D e ferramentas de prototipagem, além de sensores, módulos, placas e kits de robótica. 

SJSPS - Secretaria de Justiça e Sistemas Penal e Socioeducativo