Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Formada a primeira turma de socioeducandos do Projeto Cidadão Bombeiro

Iniciativa é uma parceira entre Case Pelotas e 3° BBM

Publicação:

fotoefeitos com  (2) 2
Onze jovens concluíram curso - Foto: Divulgação / Imprensa Fase
A tarde da última terça-feira, 22, foi de solenidade no Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Pelotas. Onze socioeducandos concluintes do curso Cidadão Bombeiro receberam certificação pelo encerramento do curso. A iniciativa pioneira do Rio Grande do Sul foi viabilizada por meio de uma parceria entre o Case e o  3º Batalhão de Bombeiros Militar (3º BBM).O projeto foi idealizado com objetivo de promover e disseminar o civismo, a prática de disciplina e proporcionar a formação dos socioeducandos no Plano de Prevenção e Proteção Contra Incêndios (PPCI) e em Primeiros Socorros. Os alunos participaram também de atividades com os bombeiros militares sobre trabalho em grupo, superação de desafios, além de trabalhar questões como disciplina e hierarquia.A cerimônia foi acompanhada pelo presidente da Fundação de Atendimento Sócio-Educativo (Fase), José Antônio Matos Reus, a diretora do Case, Daiane Dias, a prefeita de Pelotas, Paula Mascarenhas, o coordenador regional da Defesa Civil, tenente-coronel Márcio André Facin, o comandante do Corpo de Bombeiros de Pelotas, tenente-coronel Gerson Luís da Silva Rodrigues, os magistrados da Comarca de Pelotas, Marcelo Cabral e Alessandra Couto, e o presidente da Câmara, vereador Marcos Ferreira (sem partido), servidores do Case, da Escola Paulo Freire, e familiares.
fotoefeitos com  3
Presidente da Fase, José Antônio Matos Reus, participou da cerimônia - Foto: Divulgação / Imprensa Fase
A diretora do Case, idealizadora da atividade na unidade, agradeceu a parceria dos funcionários e do 3º BMM para que o projeto pudesse acontecer. “Quando vocês jovens chegam aqui, precisam compreender que estamos aqui para oferecer novas oportunidades e que nós acreditamos em vocês. Por meio do curso, vocês saem daqui com a certificação e com a possibilidade de usar na vida profissional como um mecanismo de mudança”, disse.O tenente-coronel Gerson Luís da Silva Rodrigues salientou a satisfação da instituição em poder concretizar o projeto no Case. “Esta é uma formatura que bate no coração da gente, a gente se emociona, pois acreditamos que essa instrução que vocês receberam, vocês irão levar para vida. Queremos que vocês também acreditem nisso, compreendendo que o futuro depende de cada um”.Para a juíza Alessandra Couto, o projeto simboliza o sentido de ‘fazer socioeducação’. “Estou muito feliz com o que vi, é a socioeducação acontecendo na frente dos meus olhos. Quando a gente pensa na socieoducação, no sentido genuíno da palavra, é isso que se pensa. É dar oportunidade de novos conhecimentos, perspectivas de ver o mundo de uma forma diferente, diferente do mundo que os trouxe até aqui”, destacou.Reus também falou sobre o trabalho socioeducativo realizado pela Fase e a necessidade de multiplicar projetos que alcançam bons resultados. “Socioeducação é amor, afeto, dedicação, sentimento. Toda vez que a gente vê uma solenidade como esta, por trás disso, existe todo um trabalho do corpo funcional. A socioeducação faz com que a gente tenha oportunidade de trazer aos jovens uma condição de vida melhor do que os trouxeram aqui. Uma solenidade que nem essa é sim um momento de muita satisfação e eu acredito muito nas boas práticas e essa é uma que precisa ser repassada para as demais unidades do Estado”, concluiu.
Os formandos receberam certificado de brigadistas, proporcionando a reinserção social e também a possibilidade de novas perspectivas no mercado de trabalho. 
Texto: Jéssica Britto / Imprensa Fase
SJSPS - Secretaria de Justiça e Sistemas Penal e Socioeducativo